Últimas notícias

Voltar

Eucalipto pode ser utilizado para produção de energia


Apesar da participação das plantações florestais estar aumentando em todos os segmentos em relação a das Florestas Nativas, de acordo com informações da Embrapa Florestas, o setor acredita que com base nas expectativas de crescimento de demanda, haverá uma necessidade de plantio em torno de 630 mil hectares ao ano, ao invés dos 200 mil hectares atuais. A Sociedade Brasileira de Silvicultura (SBS) distribui essa necessidade de plantio da seguinte maneira: 170 mil hectares/ano para celulose, 130 mil ha/ano para madeira sólida, 250 mil ha/ano para carvão vegetal e 80 mil ha/ano para energia.

Segundo a Associação Brasileira de Produtores de Florestas Plantadas (ABRAF) a cadeia produtiva do setor brasileira de base florestal associado às florestas plantadas é caracterizado pela diversidade de produtos e obtenção dos produtos finais nos segmentos industriais de papel e celulose, painéis de madeira industrializada, madeira processada mecanicamente, siderurgia a carvão vegetal e biomassa, entre outros.

O Anuário Estatístico ABRAF 2013 destaca que em 2012 o valor bruto da produção (VPB) obtido pelo setor totalizou BRL 56,3 bilhões, indicador 4,6% superior ao de 2011. Os tributos arrecadados corresponderam a BRL 7,6 bilhões (0,5% da arrecadação nacional). Já o saldo da balança comercial da indústria nacional de base florestal (USD 5,5 bilhões), embora 3,8% inferior ao alcançado em 2011, ampliou a sua participação no superávit da balança comercial nacional de 19,1% para 28,1%.

O setor também está se consolidando como indutor de desenvolvimento econômico e social do país, contribuindo para a geração de 4,4 milhões de empregos e para um investimento de BRL 149,0 milhões em programas de inclusão social, educação e meio ambiente, beneficiando 1,3 milhões de pessoas. Em relação à área plantada, o anuário mostra que a área brasileira de plantios de eucalyptus e pinus atingiu 6,66 milhões de hectares, um crescimento de 2,2% em relação ao indicador de 2011. Os plantios de eucalyptus representam 76,6% da área total.

Eucalipto para energia

O atual momento é favorável para o mercado de energia renovável. O Brasil possui grande potencial de geração de energia a partir de resíduos florestais de biomassa. Segundo a ABRAF, atualmente, são gerados anualmente cerca de 41 milhões de toneladas de resíduos madeireiros provindos da indústria de processamento de madeira e da colheita florestal, capaz de gerar energia equivalente a 1,7 GW/ano. Devido à alta concentração de plantios florestais, as regiões Sul e Sudeste possuem a maior potencialidade de geração de energia. A biomassa de base florestal representa 15,8% da geração de energia elétrica a partir de biomassa.

Fonte: Revista Produz